Saiba como bloquear um celular perdido ou roubado em 2019


Emerson Machado
Emerson Machado
Jornalista

Ter o celular perdido ou roubado é um dos maiores inconvenientes. Bloquear o aparelho é uma das ações mais importantes a tomar logo após a ocorrência. O bloqueio deve ser feito junto à operadora e é um processo que não deve levar mais que alguns minutos. O AppGeek explica como fazer isso!

Primeiramente, ao constatar um roubo, é importante registrar um boletim de ocorrência (BO).

Se houve violência ou ameaça no ato, como em um assalto, vá à delegacia mais próxima fazer o registro. Em casos de furto, alguns estados permitem fazer o boletim de ocorrência online.

Não deixe de registrar o roubo. Depois, é só entrar em contato com a operadora para prosseguir com o bloqueio.

Como bloquear celular roubado ou perdido

Atualmente, algumas operadoras conseguem fazer o bloqueio informando apenas o número da linha. No entanto, se possível, tenha anotado também o International Mobile Equipment Identity (IMEI), pois pode facilitar o trabalho de bloqueio.

Para descobrir o IMEI de um celular, basta digitar *#06# no teclado de ligações. Imediatamente, o código será exibido na tela. Se já não tem o dispositivo, o IMEI pode ser encontrado próximo ao código de barras na caixa do aparelho.

Algumas operadoras já fazem o bloqueio informando o número da linha, mas ter o IMEI é importante, pois o código é único para cada celular vendido no planeta.

Com os dados necessários e pessoais em mãos, ligue para a operadora. Para facilitar, aqui estão os números das principais operadoras de telefonia móvel do Brasil:

  • Claro: 1052
  • TIM: 1056
  • Oi: 1057
  • Vivo: 1058
  • Nextel: 1050

Ao entrar em contato com a operadora, forneça os dados mencionados. Ao efetuar o bloqueio do dispositivo, ele se tornará inútil e não poderá ser utilizado por nenhuma outra operadora. É uma forma de inibir o roubo de celulares, pois a maioria dos casos é de pessoas que querem revender os aparelhos.

Após o bloqueio, em cerca de 48 horas o celular ficará impossibilitado de acessar qualquer rede, seja para internet 3G ou 4G ou efetuar ligações. Mesmo que o comprador do celular roubado tente um novo chip (SIM Card), não irá funcionar.

Tanto a polícia como a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) recomendam fortemente o bloqueio do aparelho logo após o roubo ou furto. Isto porque repassar um celular praticamente inutilizável é uma tarefa mais difícil para o criminoso, o que pode, um dia, diminuir o número de casos de roubo de smartphones no Brasil.

Encontre meu dispositivo

Se você tem um Android, é importante tomar algumas medidas de precaução antes que aconteça qualquer roubo ou furto. Isto porque os smartphones hoje em dia contam com várias opções de segurança para impedir a ação de criminosos.

No sistema operacional do Google, a primeira coisa a se fazer é ativar a função Encontre meu dispositivo. O AppGeek explica como em 5 passos rápidos:

1. No celular, vá às Configurações;
2. Clique na opção Google;
3. Toque em Segurança;
4. Escolha a opção Encontre meu dispositivo;

Ativar Encontre meu dispositivo Android


5. Ative a função.

Importante: mantenha o serviço de localização (GPS) do seu celular sempre ativado. Isto servirá não apenas para que encontre o dispositivo, mas para que seus dados no aparelho também sejam acessados de maneira remota.

Com esse simples procedimento, a localização do seu celular ficará disponível para o Google, que conseguirá encontrá-lo em questão de segundos.

Como rastrear o celular roubado ou perdido

1. Em um navegador de internet, acesse a página Encontre meu dispositivo;
2. Faça o login com a sua conta do Google;
3. Após o login, no lado esquerdo da tela, aparecerão todos os dispositivos em que sua conta do Google está ativa;
4. Selecione o aparelho que deseja encontrar;

Encontre o meu Dispositivo Android


5. Basta esperar o Google se conectar com o celular e mostrar a localização na tela.

Após terminar o passo a passo acima, deverá ter na tela várias informações sobre o dispositivo, como a última vez que ficou online, o nível de bateria e se está ligado a alguma conexão com a internet e, caso positivo, qual o nome da rede utilizada.

No mapa, você tem a localização mais exata possível, dependendo da precisão do GPS. Abaixo do dispositivo escolhido, você tem disponíveis três ações:

  • Reproduzir som: mesmo no modo silencioso, o celular soará um alarme por 5 minutos.
  • Proteger dispositivo: você pode bloquear seu aparelho, assim como sair da sua conta do Google. Também é possível exibir uma mensagem ou número de telefone na tela de bloqueio, avisando quem estiver com o smartphone que entre em contato com o proprietário.
  • Limpar dispositivo: esta é uma ação sem volta, pois uma vez que você selecione a limpeza do celular, todos os dados no aparelho serão deletados, tornando-o de volta às configurações de fábrica. Não é possível rastreá-lo novamente caso a sua conta do Google não seja utilizada novamente no mesmo celular.

Vale lembrar que, se o celular for roubado, o primeiro passo é muito importante: fazer um boletim de ocorrência e seguir as orientações dos agentes de segurança antes de qualquer atitude.

Importante: se o aparelho for bloqueado pelo usuário na operadora através do IMEI, rastrear a localização e tomar medidas remotas será impossível. Isto porque o bloqueio deixará o celular praticamente inutilizável, sem acesso à rede móvel.

Agora que já sabe bloquear e rastrear o celular roubado ou perdido, confira os melhores apps para rastrear o iPhone. E se está preocupado com a sua proteção ao utilizar o smartphone, confira 10 apps de segurança para garantir a sua privacidade!

Emerson Machado
Emerson Machado
Apaixonado por ciência e tecnologia. Já trabalhou produzindo conteúdos sobre a internet, inteligência artificial, carros autônomos, robótica, inovações sustentáveis e até computadores quânticos! Também adora cultura, viagens, sociedade, religião, entre vários assuntos. Sem falar nas nerdices quase óbvias: Marvel, Harry Potter, Star Trek, Game of Thrones, etc. e tal.