Orkut voltou? Saiba tudo sobre a versão 2020 da rede social


Taysa Coelho
Taysa Coelho
Jornalista

O Orkut está de volta? Fãs da rede social descobriram um app na Google Play Store, lançado em 2020, com o mesmo nome, visual e funcionalidades da rede social. O aplicativo, rapidamente, se tornou um dos mais baixados no Brasil.

O AppGeek conta tudo sobre o app, que está deixando os saudosistas animados. Veja quais são as funcionalidades, como criar uma conta e descubra se ele pertence ao Google ou não.

Orkut voltou? O que é o Orkut 2020?

O app do Orkut disponível no Google Play é, na realidade, uma homenagem feita por um fã da extinta rede social. O criador do aplicativo, chamado oficialmente de Orkut.br, explica que está desenvolvendo a plataforma do zero, com as mesmas ferramentas e design da original.

Por não ter qualquer vínculo com o Orkut original, pertencente ao Google, a nova versão não garante acesso a contas de usuário antigas. Para ter acesso a todos os recursos, é necessário criar uma nova conta.

Pode parecer decepcionante o fato de o app não ser oficial e, assim, não conseguir recuperar dados e amizades. No entanto, o programa é uma cópia fiel do site que fez tanto sucesso nos anos 2000. Tanto no que diz respeito ao visual, quanto às funcionalidades.

Como criar uma conta no Orkut?

orkut

Ficou animado para reviver a experiência de ter uma conta no novo Orkut? Para isso, basta baixar o app, disponível para Android, e tocar em eu declaro que li e entendi o texto acima. Na tela seguinte, vá em Entrar já para criar seu usuário.

Você terá que informar dados como e-mail, senha e data de nascimento. Também deverá dizer qual é seu nome, gênero e país. Confirme em tudo certo, pode criar minha conta. Pronto, agora, basta fazer o login informando o e-mail e senha utilizados.

Quais recursos estão no Orkut 2020?

Como o próprio desenvolvedor do app explica, seu objetivo é recriar a rede social com todas as suas especificidades.

Isso significa que poderá participar de comunidades, mandar scraps e receber depoimentos, bem como avaliar seus amigos como legais, sexy e confiáveis. Também é possível ver quem visitou o seu perfil e checar sua sorte do dia.

1. Visual

Orkut voltou?

Os mais saudosistas ficarão em polvorosa quando fizerem o login no app e se depararem com a mesma interface que tanto acessaram no início dos anos 2000. O clássico fundo azul claro com o logo do Orkut em rosa no canto superior esquerdo estão lá.

A saudação Bem-vindo (a), seguido do nome do usuário também. Abaixo, as opções de recados, fotos, fãs e vídeos. Por ser desenvolvido para telas pequenas, os amigos aparecem na parte de baixo e não no canto direito, mas nada que estrague a magia de sentir que está usando o Orkut novamente.

2. Comunidades

Orkut

O Orkut 2020 não decepciona no que diz respeito às amadas comunidades. Os grupos de discussão estão divididos por categorias, como Artes e Entretenimento, Jogos, Música, Pessoas e entre outras.

É possível pesquisar por uma comunidade ou explorar as categorias. Assim como na versão antiga, os usuários podem criar e responder a tópicos no fórum.

Várias comunidades que fizeram sucesso no passado foram recriadas, como a popular Eu odeio acordar cedo. A página já conta com mais de 20 mil membros. No entanto, essa é uma exceção.

A maioria dos grupos conta ainda com poucos membros. Mas, com a popularização do novo Orkut, a tendência é que esses números cresçam em breve.

3. Depoimentos

orkut

"Não aceita! ". A frase clássica era bastante comum nos depoimentos, também conhecidos como testimonials. Como o Orkut não tinha recurso de mensagem privada, era assim que os usuários da rede falavam sobre conteúdos que não deveriam ser públicos.

A ideia original da função, no entanto, era para que deixasse recados e homenagens para os seus amigos. E, quando ele aceitava, o conteúdo era publicado em sua página e podia ser vista por todos que a acessassem.

O novo Orkut também permite a troca de depoimentos, algo que se perdeu nas redes sociais modernas. Afinal, Facebook, Twitter, Instagram não contam com um espaço dedicado a fazer dedicatórias aos amigos quando não é seu aniversário.

4. Scraps

Os scraps eram uma espécie de mensagem privada pública. Parece confuso, mas era exatamente isso. Um amigo entrava em seu perfil para enviar um recado para você. Esse conteúdo não era publicado em um feed, mas, qualquer um que acessasse sua página de recados poderia vê-lo.

Para fugir de curiosos, virou tendência entre os usuários excluírem os scraps recebidos depois que liam e respondiam. O app do Orkut 2020, claro, traz o recurso.

Mas a realidade é que, dificilmente, em tempos de WhatsApp os usuários publicarão conteúdos, digamos, sensíveis nesse mural que pode ser visto por todos.

5. Sorte do dia

Achou que a frase de incentivo diária tinha sido esquecida? Nada disso. No topo da página inicial do aplicativo, o usuário se depara com a sentença de tom misterioso que busca aconselhar os usuários.

“Seus princípios valem mais para você do que dinheiro ou sucesso”. Essa é uma delas. Nos idos anos 2000, havia quem não saísse de casa sem ver a sorte ditada pelo Orkut.

6. Ganhe fãs

Hoje em dia, é o número de seguidores no Instagram ou assinaturas no canal do YouTube o que dá orgulho. Mas, há alguns anos, era a quantidade de fãs que deixava o usuário do Orkut envaidecidos.

Os amigos podiam se declarar seus fãs, como uma forma de demonstrar admiração. Esse número era exibido logo no topo da página de perfil do usuário.

Na plataforma, o fã não tinha qualquer benefício em relação aos amigos não fãs. Como, por exemplo, receber alerta se a pessoa recebeu scrap, depoimento ou fez alguma publicação. Era mesmo apenas uma maneira de, como se diz atualmente, dar biscoito ao amigo.

7. Sexy, legal ou confiável?

orkut

Parece que o Orkut era mesmo a rede social para fazer o outro se sentir prestigiado. Além dos depoimentos e dos fãs, os usuários também podiam ser classificados como sexy, legal ou confiável.

Nesse caso, a pessoa não sabia quem a avaliava, mas conseguia ver quantos porcento era considerada uma dessas qualidades. O recurso também está disponível no app, para a alegria dos saudosistas.

8. Quem visita o seu perfil

orkut

O Orkut atualizava diariamente a lista das últimas pessoas que haviam visitado o seu perfil. Como nenhuma ação era publicada em um feed público, isso significava que ela havia entrado em sua página especificamente para ver seus scraps, depoimentos ou fotos.

Muitas vezes, o recurso era usado como forma de demonstrar interesse por alguém. Então, algumas visitas podiam causar alvoroço. Os mais reservados, que não desejavam se expor, desativavam a função.

Já que as redes sociais dos dias de hoje não oferecem essa ferramenta, a paquera à moda antiga pode ser feita no novo app Orkut.

App em desenvolvimento

O Orkut.br figura entre os mais baixados da Google Play, mas, ao que tudo indica, ainda não está finalizado. O alerta é dado, inclusive, no texto de boas-vindas ao aplicativo. “Caso algum recurso não funcione, fique calmo, o Orkut.br está em desenvolvimento”, explica o desenvolvedor.

Devido à popularidade do aplicativo e, consequentemente, o elevado número de acessos, em março de 2020, o programa apresentava bastante lentidão.

Portanto, pode ser necessário ter um pouco de paciência e aguardar que melhorias deverão ser implementadas em breve.

O Orkut vai voltar?

O Orkut foi encerrado em 2014 pelo Google e não há qualquer indício de que irá voltar oficialmente. Em 2016, o criador da rede, o programador Orkut Buyukkokten, anunciou o lançamento do app hello.

A nova rede social deixou os fãs do Orkut cheios de esperança. Apesar de uma série de semelhanças, como as comunidades e perfil de usuário com avaliação dos amigos, a novidade não teve uma adesão muito grande. E uma plataforma social sem a presença de amigos pode acabar não fazendo muito sentido.

hello

Ciente da expectativa que o aplicativo poderia causar, a descrição do app conta com um recado para os mais ansiosos. “Nós sabemos que você adorava o orkut! Pense no hello como a próxima evolução do orkut.com mas não espere que seja igual”, esclarece.

Se ficou curioso, pode baixar o hello tanto em dispositivos Android quanto para iPhone.

AppGeek recomenda:

Taysa Coelho
Taysa Coelho
Jornalista formada pela UFRJ, escreve sobre tecnologia há sete anos. Carioca, atualmente, vive em Portugal, país que adotou. No tempo livre, gosta de ir à praia, ler, ver filmes e fazer maratonas de séries. O Instagram é sua rede social favorita, mas é o WhatsApp quem a salva das saudades de quem ficou no Brasil.