6 programas para criar pen drive bootável para Windows, Linux e macOS


Taysa Coelho
Taysa Coelho
Jornalista

Os programas para criar um pen drive bootável buscam tornar mais fácil a transformação da unidade flash USB em um disco inicializável. Esses dispositivos vêm cada vez mais substituindo CDs e DVDs, seja para recuperar um sistema com falha ou instalar do zero.

A lista a seguir reúne os melhores softwares para Windows, macOS e distribuições Linux. Confira!

1. Rufus

Reprodução da tela do programa para criar pen drive bootável Rufus
Reprodução/ Rufus

Disponível em Português, o Rufus é um arquivo executável que sequer precisa ser instalado em seu PC para usar. O aplicativo permite tornar um pen drive bootável para criar uma mídia de instalação a partir de um arquivo ISO.

Também é possível fazer uma mídia para executar o flash da BIOS, firmwares ou programas em linguagem de baixo nível. O app conta ainda com a opção de verificar o pen drive em busca de setores defeituosos. Os desenvolvedores garantem que o software é até duas vezes mais rápido que os principais concorrentes.

2. Universal USB Installer

Imagem de divulgação do programa Universal USB Installer
Reprodução/ Pen Drive Linux

O Universal USB Installer se destaca por ser simples de usar. Basta selecionar o sistema operacional, o arquivo ISO e o pen drive. Depois, vá em Create e pronto. O programa pode ser usado não só para instalação de sistema, mas também como uma unidade recuperação, segurança.

O software permite criar uma mídia inicializável com armazenamento persistente em algumas distribuições Linux. O recurso dá acesso a configurações do sistema e a backups de arquivos.

Se for utilizá-lo para uma versão portátil do Windows, é preciso que o pen drive esteja formatado como NTFS e tenha 20 GB de espaço livre. Em outros casos, o dispositivo também pode estar formatado em Fat16 ou Fat32.

3. YUMI

Imagem de divulgação do software YUMI
Reprodução/ Pen Drive Linux

Do mesmo desenvolvedor do Universal USB Installer, o YUMI se destaca por ser um instalador multiboot. O que isso significa? Que ele permite instalar em um mesmo pen drive vários sistemas operacionais, firmwares, armazenar drives de antivírus e câmeras, entre outros recursos.

O único impedimento é a capacidade que o dispositivo tem para caber tudo isso. O app também oferece a possibilidade de criar pen drive com armazenamento persistente. Para usá-lo, deve ser formatado em Fat16, Fat32 ou NTFS.

4. Windows USB/DVD Tool

Captura de tela Windows USB/DVD Download Tool
Reprodução/ Softonic

O Windows USB/DVD Tool é a ferramenta oficial da Microsoft para a criação de pen drive bootável para a instalação do Windows 7 ou 8. O programa permite fazer uma cópia do arquivo ISO, que reúne todos os itens de instalação do Windows combinados.

Fácil de usar, basta inserir a unidade de mídia na entrada USB, selecionar o ISO e clicar em Avançar. Depois, é só seguir as instruções. Se não procura qualquer funcionalidade extra ou opções de personalização em seu pen drive de inicialização, esse pode ser o app que precisa.

  • Windows USB/DVD Tool (grátis): Windows 7 e 8

5. Etcher

Imagem de divulgação do programa Etcher
Reprodução/ Balena

O Etcher se destaca por ser fácil de usar, mesmo tendo compatibilidade com vários sistemas. Com poucos cliques, permite tornar um pen drive em uma mídia de inicialização, seja para Windows, macOS ou distribuições Linux. É uma boa pedida para pessoas com pouca experiência no assunto.

6. WinSetupFromUSB

Captura de imagem do app WinSetupFromUSB
Reprodução/ Softpedia

O WinSetupFromUSB permite criar pen drives multiboot com qualquer versão do Windows, do XP ao Windows 10. Apesar do nome focar no sistema da Microsoft, o programa também é compatível com algumas variantes Linux.

Além disso, oferece opção de fazer backup de drives de softwares, como antivírus, e de discos de recuperação de diferentes fabricantes. Mesmo com tantos recursos, se destaca por ter uma interface intuitiva e fácil de usar.

Para que serve um pen drive bootável?

Anteriormente, era comum usar CDs, DVD-ROMs e até mesmo disquetes como mídias bootáveis. Como muitos dos computadores atuais não suportam mais essas mídias, o pen drive e os cartões SD foram ganhando espaço com substitutos.

Além de mais portátil, o pen drive também é mais rápido. Ao torná-lo bootável, é possível usá-lo como instalador externo de sistema operacional. O programa de instalação no disco inicializável tem controle total do PC e consegue sobrescrever o sistema existente ou instalar um novo do zero.

O dispositivo também pode ser utilizado disco de recuperação, capaz de resolver falhas no sistema. Nesse caso, é usada uma versão bastante leve do sistema, mas com drives e recursos o suficiente para resolver o problema ou, ao menos, conseguir fazer o backup de dados importantes.

AppGeek recomenda:

Taysa Coelho
Taysa Coelho
Jornalista formada pela UFRJ, escreve sobre tecnologia há sete anos. Carioca, atualmente, vive em Portugal, país que adotou. No tempo livre, gosta de ir à praia, ler, ver filmes e fazer maratonas de séries. O Instagram é sua rede social favorita, mas é o WhatsApp quem a salva das saudades de quem ficou no Brasil.