8 programas para criar jogos no PC mesmo sem saber programar


Taysa Coelho
Taysa Coelho
Jornalista

Existem programas que permitem criar jogos mesmo se não tiver muito ou nenhum conhecimento em programação. Com esses softwares é possível desenvolver games multiplataformas em 2D e 3D, com temáticas que vão de RPG a jogos educativos. Há opções grátis e pagas, para caberem no orçamento de qualquer projeto.

1. Twine

Tela da versão online do app de criação de jogo Twine
Reprodução/ Twine

O Twine é uma das ferramentas de criação de jogos que requer nenhum ou pouco conhecimento de linguagem de programação. O programa, no entanto, se restringe ao desenvolvimento de games baseados em texto, permitindo criar histórias não lineares e interativas.

Ideal para aventuras, RPG e thrillers de mistério, publica o resultado em HTML. O formato dá liberdade para disponibilizar o game em diferentes plataformas através do navegador. Se quiser transformá-lo em app para PC ou smartphones, é preciso recorrer a um conversor.

2. Unreal Engine

Imagem de divulgação do Unreal Engine

O Unreal Engine permite criar desde jogos simples em 2D até títulos com gráficos exuberantes em 3D. Teoricamente, é preciso ter conhecimentos de programação para usá-lo. Mas é oferecida uma solução amigável para iniciantes, chamada Blueprint.

A ferramenta é tão poderosa que pode ser usada em projetos complexos, como é o caso do remake de Final Fantasy VII. É possível exportar o jogo criado para diversas plataformas, como PC, videogame, smartphones, equipamentos VR, entre outros.

O serviço é gratuito, até seu projeto conquistar US$ 3 mil. A partir daí, o criador deve desembolsar 5% dos lucros para a Epic Games, desenvolvedora do Unreal Engine.

3. GameMaker Studio 2

Apesar de suportar jogos em 3D, o GameMaker é mais conhecido pelo desenvolvimento de games em 2D. O programa se destaca por ser fácil de usar e permitir que qualquer pessoa faça seu próprio jogo. Sem escrever uma linha de código, através do mecanismo de arrastar e soltar.

Mas isso não significa que quem saiba programação não possa se divertir. Se faz parte desse grupo, pode personalizar a criação da maneira que desejar. O serviço permite exportar o resultado para múltiplas plataformas. Porém, em algumas é necessário pagar um valor a mais.

4. GameSalad

Programa Gamesalad rodando em um PC e um tablet

O Gamesalad é uma boa opção para quem está começando no universo do desenvolvimento de games. Não requer conhecimento de linguagens de programação, permitindo criar através de um mecanismo de arrastar e soltar.

O software garante bons resultados em 2D, embora com recursos limitados. A plataforma conta ainda com uma versão voltada para educação, com o objetivo de ensinar conceitos de programação, design de jogos e criação de mídia digital.

Assinantes da versão Pro podem publicar nas principais plataformas, como HTML, computador e celular.

5. RPG Maker

Imagem com tela do programa RPG Maker

Como o próprio nome sugere, o RPG Maker é uma ferramenta para o desenvolvimento de jogos em 2D no estilo Role Playing Game. O programa conta com várias versões disponíveis, que oferecem recursos diferentes. O RPG Maker VX promete ser tão simples que até mesmo uma criança consegue usar.

Ou seja, não exige nenhum conhecimento de programação para desenvolver um jogo, bastando arrastar e soltar. O aplicativo permite criar personagens, inserir músicas e efeitos sonoros, entre outras funcionalidades. O game pode ser exportado para HTML5, Windows, macOS, Linux, Android e iOS.

  • RPG Maker (pago, com versão para teste grátis): Windows

6. Quest

Tela de utilização do Quest
Reprodução/ YouTube

O Quest é uma ferramenta que permite fazer jogos de história interativos mesmo sem saber programar. Apesar de o foco ser no texto, é possível inserir fotos, músicas e efeitos sonoros. Há também suporte para vídeos do YouTube e do Vimeo.

Quem tiver conhecimento em programação tem liberdade para personalizar o visual do game da maneira como preferir. O resultado pode ser exportado para o PC ou como app para celular.

7. Unity

Unity

Unity é uma opção voltada para quem conhece programação. O software, gratuito para usuários com receita inferior a US$ 100 mil por ano, permite criar jogos em 3D com gráficos impressionantes.

O programa conta com ferramentas de animação, áudio e vídeo, inserção de efeitos, iluminação e muito mais. O trabalho pode ser publicado em diferentes plataformas, como PC, celular, videogames e dispositivos VR e AR.

8. Kahoot!

Kahoot imagem de divulgaçao

O Kahoot não é bem uma plataforma de desenvolvimento, mas pode ser útil para quem deseja montar jogos educativos simples. O site permite criar quizzes, dinâmicas de verdadeiro ou falso, quebra-cabeças, entre outros recursos para usar em aulas virtuais ou presenciais.

É possível estabelecer o número de pontos e inserir timer, de modo a tornar a brincadeira ainda mais divertida e competitiva. Tudo é exibido individualmente na tela de cada aluno, seja através do app dedicado ou da versão web do serviço.

  • Kahoot! (grátis, com opções de plano pagos): Web | Android | iOS

Qual programa usar para criar jogos?

Tudo dependerá de suas habilidades, objetivos e tipo de equipamento que possui.

Habilidade

tela do computador com códigos escritos

Há ferramentas que oferecem jogos praticamente prontos, como é o caso do Kahoot, enquanto outras requerer conhecimento de linguagem de programação, como o Unity. Por isso, antes de escolher, é preciso considerar as suas habilidades em design e programação.

Os programas com games prontos podem ser ideais para quem não deseja investir em uma carreira em desenvolvimento. Já aqueles com recurso de criar ao clicar e arrastar os elementos do jogo e também não exigem nenhum ou pouco entendimento do assunto.

Apesar de fáceis de usar, oferecem mais liberdade criativa e itens de customização. É uma boa opção para quem quer aprender a programar e investir no universo de jogos. É o caso do GameMaker Studio 2 e do Quest.

Vale destacar que a maioria dos programas, mesmo aqueles com recursos para iniciantes, tem recursos para quem domina programação. Esses usuários conseguem explorar ainda mais as opções, personalizando praticamente todos os aspectos do game.

Equipamento

mesma imagem disposta em diferentes telas

Também é importante considerar o equipamento que possui para desenvolver. Antes de começar a baixar o programa é preciso ver se seu computador comporta os requisitos mínimos exigidos. É fundamental que tenha um hardware que o permita trabalhar de forma fluida e sem travamentos.

Caso contrário, opte por um software mais leve e com menos recursos ou uma ferramenta online. Assim, ao menos, conseguirá executar o que deseja.

Objetivos

Quer criar um jogo baseado em história ou prefere um game FPS em 3D? Então é preciso analisar os recursos oferecidos pelo programa, para ter certeza de que entregará o resultado desejado.

Se o game que pretende desenvolver tiver um aplicativo especializado, recomendamos que opte por ele. O RPG Maker, por exemplo, oferece recursos específicos para esse tipo de narrativa, que provavelmente não encontrará em outras ferramentas. Ou as verá de forma menos intuitiva.

Além disso, é importante conferir se o software exporta o jogo para a plataforma desejada. Não adianta nada desenvolver um game inteiro e depois descobrir que não poderá ser jogado no celular ou em um dispositivo VR.

AppGeek recomenda:

Taysa Coelho
Taysa Coelho
Jornalista formada pela UFRJ, escreve sobre tecnologia há sete anos. Carioca, atualmente, vive em Portugal, país que adotou. No tempo livre, gosta de ir à praia, ler, ver filmes e fazer maratonas de séries. O Instagram é sua rede social favorita, mas é o WhatsApp quem a salva das saudades de quem ficou no Brasil.