WhatsApp foi clonado? Como saber e o que fazer em 2021


Taysa Coelho
Taysa Coelho
Jornalista

Como saber se o WhatsApp foi clonado? Afinal, diante dos crescentes golpes que buscam acessar a conta de usuários do serviço, essa possibilidade não parece distante. Apesar de assustador, descobrir se teve o app hackeado é mais simples do que pensa.

O AppGeek explica como descobrir e o que fazer se o seu WhatsApp estiver sendo clonado. Confira também dicas de segurança, como o uso de verificação em duas etapas, para impedir que o app de bate-papo seja invadido por criminosos.

Como saber se meu WhatsApp foi clonado

Listamos a seguir situações que podem indicar que seu WhatsApp tenha sido clonado. Caso identifique alguma delas, é importante ficar atento e tomar as medidas necessárias para recuperar a sua conta.

1. Recebimento de SMS de verificação de acesso

Como saber se meu whatsapp foi clonado
Reprodução/ WhatsApp

Ao usar o WhatsApp em um novo aparelho, o serviço envia um SMS com um código de verificação de seis dígitos. Esse PIN precisa ser inserido no app no momento em que o acessa pela primeira vez.

Se, por acaso receber uma mensagem com esse código de confirmação sem ter solicitado, é provável que alguém tenha inserido o número errado ou tentado roubar seu acesso. Mas fique tranquilo.

De acordo com o próprio WhatsApp, se não compartilhar o código recebido com ninguém, você permanecerá sendo único a ter controle da conta.

2. Atividades suspeitas

Mulher olha para o celular preocupada

Encontrou mensagens que não se lembra de ter enviado ou itens visualizados que não abriu? Então é possível que alguém tenha tido acesso à sua conta. E o mais provável é que a pessoa esteja acompanhando suas conversas através do WhatsApp Web ou Desktop.

Para isso, o espião precisa ter usado o celular desbloqueado da vítima. Ao fazer a leitura do QR Code do WhatsApp Web em um computador, consegue ver o que é mandado e recebido em sua conta.

Para saber os dispositivos nos quais o seu WhatsApp está conectado, faça o seguinte:

1. Abra o WhatsApp em seu celular e toque sobre o ícone de três pontinhos, situado no canto superior direito da tela:

2. No menu que abrir, vá em WhatsApp Web;

Como saber se o WhatsApp foi clonado

3. Na tela que surgir, é possível conferir os aparelhos onde tem conexão ativa no WhatsApp Web.

3. Recebimento de chamadas ou mensagens de desconhecidos

Criminosos têm aplicado golpes nos quais tentam obter o código de verificação de acesso dos usuários do WhatsApp. Para isso, se passam por funcionários de bancos e plataformas de vendas online, como OLX, Webmotors e Zap Imóveis.

Os bandidos fingem que precisam confirmar o telefone e solicitam que seja informado um PIN de 6 dígitos enviado para seu celular. Nesse momento, tentam acessar o WhatsApp cadastrado no número de celular da vítima.

Mensagens recebidas por vítimas de golpes no Instagram
Reprodução/ Kaspersky

Automaticamente, o WhatsApp envia o código de confirmação para o dono do número. Envolvida no golpe, a pessoa pode não notar que aquele é o código de segurança enviado pelo mensageiro e o repassa para o golpista.

Com o acesso liberado, os bandidos conseguem usar a conta da vítima para práticas criminosas. Uma das mais conhecidas é o envio de mensagens a seus contatos. Os golpistas se passam pelo usuário e fingem que seu limite diário para transferências bancárias havia estourado.

Então, pedem para que o amigo faça um pagamento urgente em determinada conta. O valor vai diretamente para os criminosos.

4. Apps desconhecidos

Tela de celular com vários apps

Se encontrar aplicativos dos quais não se recorda de ter baixado no celular, fique atento. É possível que uma pessoa mal-intencionada tenha instalado apps espiões em seu aparelho.

Esses programas permitem monitorar remotamente todas as atividades realizadas no dispositivo. E isso inclui, claro, as mensagens trocadas no WhatsApp.

Entretanto, para fazer o download, é necessário que alguém use o celular da vítima desbloqueado. Para evitar ser surpreendido, confira regularmente se não há nenhum app suspeito ou que você não se lembre de ter instalado no smartphone.

O que fazer quando o WhatsApp foi clonado

Investigou todos os aspectos e acredita que seu WhatsApp está mesmo sendo clonado? Veja como agir para recuperar a sua conta.

1. Avise a seus amigos e familiares

Para evitar que o invasor obtenha informações indesejadas ou mesmo tire vantagem de seus contatos, avise a eles que seu WhatsApp foi invadido o quanto antes. Peça para que ignorem as mensagens recebidas.

2. Delete e reinstale o WhatsApp

Tela de celular exibe menu de contexto do WhatsaApp no iPhone

Quando se exclui e se instala novamente o WhatsApp no celular, é enviado um novo código de acesso de seis dígitos por SMS. Ao inseri-lo em seu aparelho, automaticamente, desconectará qualquer outro celular que possivelmente esteja utilizando a sua conta.

No Android, basta tocar e segurar sobre o ícone do aplicativo, até sentir a tela vibrar. Ainda segurando o app, arraste-o para cima, em direção à opção Desinstalar.

Já no iPhone, toque e segure o ícone do mensageiro, até surgir um menu de opções. Então, toque sobre Remover app.

3. Encerre todas as sessões abertas em computador

Apesar de não ser permitido usar o WhatsApp em dois celulares, um possível invasor pode usar a versão web do mensageiro para ter acesso às suas conversas.

Para garantir que isso não ocorra, encerre todas as sessões abertas no PC remotamente, como explicado a seguir.

1. Abra o WhatsApp em seu celular e toque sobre o ícone de três pontinhos, situado no canto superior direito da tela:

2. No menu que abrir, vá em WhatsApp Web;

Como saber se o WhatsApp foi clonado

3. Na tela que surgir, é possível conferir os aparelhos onde tem conexão ativa no WhatsApp Web. Toque em Sair de todas as sessões?;

4. Confirme sua opção em Sair.

4, Desative a sua conta do WhatsApp

Se, apesar de ter feito todos os processos acima, ainda desconfiar que alguém tem acesso a seu WhatsApp, talvez a solução seja desativar sua conta. Envie um e-mail para support@whatsapp.com, com a frase Perdido/Roubado: Por favor, desative minha conta no corpo do e-mail.

Também é preciso incluir o número do telefone em formato internacional. Ou seja, se o número for do Rio de Janeiro, será +55 21 9xxxx xxxx, sendo +55 o código do país, 21 o da cidade e 9xxxx xxxx o número do telefone.

Vale destacar que após desativar a conta, o usuário tem até 30 dias para reativá-la. Caso contrário, será apagada de vez. As mensagens recebidas dentro desse período ficarão pendentes e serão entregues quando a conta for reativada.

Como evitar que seu WhatsApp seja clonado

Para evitar cair em golpes, é possível recorrer a ações simples, mas que ajudam a mantê-lo em segurança.

1. Ative a verificação em duas etapas

A verificação em duas etapas adiciona uma camada extra de proteção à conta. Sempre que o usuário precisar confirmar seu número no WhatsApp, deverá inserir um PIN de seis dígitos, além do código de acesso.

1. Abra o WhatsApp e vá em no ícone de três pontinhos do topo da tela;

2. No menu que abrir, toque em Configurações (Android) ou em Ajustes (iOS);

Como saber se o Whatsapp foi clonado

3. Depois, opte por Conta;

4. Toque em Confirmação em duas etapas;

Como saber se o WhatsApp está bloqueado

5. Vá no botão Ativar;

6. Insira o PIN de seis digitos e toque em Avançar;

7. Na tela seguinte, confirme o PIN e toque novamente em Avançar;

8. Insira um endereço de e-mail válido para recuperar sua conta caso esqueça do PIN e toque em Avançar.

  • Apesar de opcional, esse é um passo fortemente recomendável. Caso esqueça o PIN e não informe o email, só poderá solicitar um novo código de ativação 7 dias depois de ter usado o WhatsApp sem o PIN pela última vez.

9. Confirme o endereço de e-mail e finalize em Salvar.

2. Nunca compartilhe o código de verificação

O código de verificação é aquele enviado via SMS quando se deseja instalar o WhatsApp em um novo aparelho. O serviço destaca que os usuários não devem nunca compartilhar esse número de seis dígitos, nem mesmo com amigos ou familiares.

Se o fizer, corre grande risco de perder acesso à sua conta, uma vez que o app só pode ser aberto em um celular por vez.

3. Ative o bloqueio por impressão digital

Como saber se o whatsapp foi clonado

Aprenda como baixar o WhatsApp Beta e usar novos recursos do app

O bloqueio por impressão digital está disponível para usuários Beta do Android e alguns modelos de iPhone. Ao ativar o recurso, pode optar para que o app exija o reconhecimento por impressão digital depois de determinado tempo em inatividade.

Assim, se alguém conseguir acessar seu celular, não poderá, por exemplo, escanear o QR Code para acessar sua conta através do WhatsApp Web.

3. Nunca instale versões não oficiais do WhatsApp

Versões alternativas do WhatsApp estão na moda. Elas prometem agregar uma série de funções não nativas ao mensageiro e, por isso, atraem muita gente. Porém, por não serem oficiais, não são distribuídas nas lojas oficiais de aplicativos.

O download então é feito através de fontes pouco confiáveis e o usuário não tem qualquer garantia sobre a procedência do programa.

4. Desconfie de chamadas ou mensagens de desconhecidos

Muitos golpistas tentam se passar por empresas conhecidas para ganhar a confiança das vítimas. No entanto, esses criminosos costumam cometer erros gramaticais e usar uma linguagem bastante informal, o que não é comum em contatos feitos por companhias sérias.

Além disso, nenhuma delas irá solicitar o seu código de confirmação do WhatsApp, que é uma informação sigilosa e que somente o usuário deve saber.

AppGeek recomenda:

Taysa Coelho
Taysa Coelho
Movida pela curiosidade, adora conhecer coisas novas e acredita que, por isso, se tornou jornalista. No tempo livre, gosta de ir à praia, ler, ver filmes e maratonar séries. Carioca formada pela UFRJ, atualmente vive em Portugal, país que adotou.